Merkel destaca contribuição de empresas alemãs para desenvolvimento do Brasil

São Bernardo do Campo (Brasil), 15 mai (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, destacou hoje em São Bernardo do Campo a contribuição das empresas alemãs para o desenvolvimento brasileiro, em evento que faz parte do último dia de uma visita oficial ao país.

EFE |

Merkel, que inaugurou nesta quinta-feira um centro de desenho automotivo na principal fábrica brasileira da Volkswagen, afirmou durante o ato que "muitas empresas alemãs contribuem para o desenvolvimento do Brasil e a Volkswagen faz isto há muito tempo".

A chefe do Governo alemão reiterou assim o reconhecimento aos investidores de seu país no Brasil, como expressou na noite da última quarta em um encontro com empresários alemães e brasileiros.

"Brasília é uma cidade muito simpática e fomos muito bem recebidos, especialmente pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Mas, São Paulo é muito importante para as relações econômicas, pois nossa maior concentração de investimentos está em São Paulo", declarou.

Desde a primeira imigração alemã, em 1824, o país europeu se transformou no terceiro investidor no Brasil, com 1.200 empresas instaladas que geram pelo 8,0% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional e 250 mil empregos diretos.

Em 2007, a Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha teve um recorde de solicitações de associação e interesse de participar de projetos brasileiros pelas empresas alemãs.

Na sua visita ao Brasil, durante a qual assinou com Lula uma série de acordos nos setores científico, tecnológico e energético, Merkel esteve acompanhada por um grupo de empresários alemães de diversos setores.

"É muito importante que nesta visita ao Brasil estivemos acompanhados de um grande número de representantes de pequenas e médias empresas. Entretanto, a Alemanha também oferece sua cooperação em grandes projetos, como o transporte rápido (trem bala) e na área petrolífera", declarou a chanceler.

Merkel também expressou sua satisfação pelo fato de o Ecogerma, encontro mundial de empresas e ambientalistas promovido pelo Governo alemão, seja realizado em março de 2009 em São Paulo.

"Países como o Brasil devem aproveitar seu desenvolvimento econômico a partir de suas próprias perspectivas, mas temos muitas possibilidades de trabalhar juntos, por exemplo, pela ecologia", declarou Merkel, que em 1996 visitou o país em qualidade de ministra de Ecologia da Alemanha.

"Meu maior desejo é que o Brasil consiga o crescimento econômico e mantenha sua estabilidade democrática", concluiu a chanceler, que viajará de São Paulo para Lima para participar da 5ª Cúpula América Latina-Caribe-União Européia (EU-LAC, na sigla em inglês). EFE wgm/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG