Merkel defende luta por ideais democráticos em evento evangélico

Berlim, 21 mai (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu hoje à sociedade para não encarar a democracia como algo subentendido, mas para lutar pelos valores democráticos nos quais alguém acredita.

EFE |

Durante um debate sobre a dignidade humana e a democracia realizado hoje no Congresso da Igreja Evangélica em Brêmen (norte do país), Merkel pediu à sociedade para não se conformar com as situações com as quais se depara.

Em um Estado de direito também é necessário ter a coragem de lutar pelos valores e as convicções políticas que alguém representa, disse Merkel.

A chanceler, que cresceu na extinta República Democrática Alemã (RDA), lembrou o compromisso defendido há 20 anos por muitos cidadãos teuto-orientais para conseguir uma mudança política pacífica.

Apenas 1% da população da Alemanha Oriental trabalhou como informante da Stasi (serviços secretos), enquanto os 99% restantes tentaram viver de acordo com ideais honestos, ressaltou.

No Congresso Evangélico inaugurado na quarta-feira em Brêmen e que conta com várias mesas de debate participam 300 mil pessoas.

Entre as personalidades convidadas estão, além de Merkel, o presidente alemão, Horst Köhler e o vice-chanceler e ministro de Assuntos Exteriores, Frank-Walter Steinmeier. EFE ih/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG