Merkel apoia nova estratégia dos EUA no Afeganistão

Baden Baden (Alemanha), 3 abr (EFE).- A primeira-ministra alemã, Angela Merkel, respaldou hoje a nova estratégia dos Estados Unidos no Afeganistão porque, segundo ela, se alinha com a visão alemã para resolver o conflito no país.

EFE |

"Queremos assumir nossa parte de responsabilidade militar e civil" no Afeganistão, disse a chanceler alemã em entrevista coletiva junto ao presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao fim de uma reunião em Baden Baden, pouco antes do começo da cúpula da Otan.

Segundo a chanceler, a "nova estratégia dos Estados Unidos no Afeganistão é muito mais harmonizada e completa a visão alemã" de um conceito de segurança mais amplo.

Merkel destacou que a Alemanha, da mesma forma que os Estados Unidos, deseja ajudar os afegãos, não só militarmente, mas sobretudo na reconstrução do país e na criação de infraestrutura civil para que finalmente sejam capazes de seguir por eles mesmos.

Ela disse que a Alemanha é consciente de que o conflito no Afeganistão é fruto da ameaça terrorista da Al Qaeda e que por isso não se questiona a solidariedade entre os aliados.

A Otan enfrenta "muitas novas tarefas e Afeganistão é uma delas", declarou Merkel pouco antes de receber como anfitriã no histórico balneário de Baden Baden os chefes de estado e Governo da organização.

Com relação à sucessão do atual secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, ela reforçou seu apoio ao primeiro-ministro dinamarquês, Anders Fogh Rasmussen -rejeitado pela Turquia por defender o chargista que publicou uma caricatura de Maomé com um turbante misturado a uma bomba, em alusão ao terrorismo islâmico.

EFE ih/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG