Merkel acha que é cedo para convidar Geórgia e Ucrânia à Otan

Moscou, 2 out (EFE).- A chanceler alemã, Angela Merkel, afirmou hoje que é cedo para convidar a Geórgia e a Ucrânia a participar do Plano de Ação para a Adesão (MAP, sigla em inglês) - etapa preliminar para os países que desejam ingresar na Organização Tratado do Atlântico Norte (Otan).

EFE |

"A posição alemã não mudou desde a cúpula de Bucareste (em abril). A idéia de que ingressem tão breve quanto possível não é a postura alemã", assinalou Merkel em coletiva de imprensa junto com o presidente russo, Dmitri Medvedev.

Junto com França e Espanha, a Alemanha foi um dos países-membros da Otan que mais se opôs ao ingresso de Geórgia e Ucrânia no MAP, em Bucareste.

Merkel antecipou que, na cúpula ministerial de dezembro, não será abordada a integração, mas "uma avaliação inicial" sobre as medidas a serem tomadas para que, posteriormente, as duas ex-repúblicas soviéticas possam ser convidadas ao MAP.

De nada serviu a afirmação, insistentemente repetida nas últimas semanas pelo líder georgiano, Mikhail Saakashvili, de que seu ingresso na Otan era "irreversível".

Claramente contrariado, o presidente russo disse que a entrada georgiana na Otan seria inaceitável por parte de Moscou, que a classificaria como um "prêmio" para o invasor na Ossétia do Sul.

Por sua vez, o secretário-geral da Otan, Jaap de Hoop Scheffer, afirmou em sua última visita à capital georgiana, Tbilisi, que nenhum país que não faça parte da organização pode impedir a admissão de novos membros - em uma clara alusão à Rússia.

A própria chanceler alemã, embora negando o ingresso imediato da Geórgia no MAP, criticou hoje a reação da Rússia no conflito bélico entre os dois países. Para Merkel, os ataques russos contra a Geórgia foram "desproporcionais".

Ela afirmou ainda que a integridade territorial georgiana não é negociável, além de defender uma maior responsabilidade aos observadores europeus na zona de segurança da Geórgia. EFE io/jp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG