Mergulhadores retomam buscas por desaparecidos em naufrágio nas Filipinas

Manila, 25 jun (EFE).- Aproximadamente 100 mergulhadores retomaram hoje pelo segundo dia consecutivo a busca pelos 744 ocupantes do ferry que naufragou no fim de semana por causa de um tufão no centro das Filipinas.

EFE |

"Estamos lutando contra o relógio para salvar vidas e recuperar corpos o mais rápido possível, antes que se encontrem em um estado avançado de decomposição", anunciou hoje Rogelio Villanueva, porta-voz da Guarda Litorânea.

Também participa das buscas uma equipe de dez especialistas do Exército dos Estados Unidos que normalmente colaboram com os mergulhadores filipinos.

Os mergulhadores conseguiram entrar ontem pela primeira vez no casco do ferry "Princess of Stars", de onde tiraram três corpos, o que aumenta o número oficial de mortos no naufrágio para 70. Outras 48 pessoas sobreviveram à tragédia.

O "Princess of Stars", de aproximadamente 24 mil toneladas e propriedade da empresa filipina Sulpicio Lines, levava a bordo 862 pessoas, incluindo 111 tripulantes, quando virou nas proximidades da ilha de Sibuyan, 300 quilômetros ao sul da capital, por causa da passagem do tufão "Fengshen".

O acidente pode ter sido o mais grave ocorrido nas Filipinas desde dezembro de 1987, quando cerca de 4.400 pessoas morreram quando um navio se chocou contra um petroleiro.

Em terra firme, pelo menos 205 pessoas morreram e outras 374 foram dadas por desaparecidas por causa das enchentes e deslizamentos de terras devidos ao tufão durante sua passagem por regiões do centro e do sul do arquipélago, segundo a Cruz Vermelha local. EFE csm/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG