Mercosul fecha acordo para criar Polícia

Assunção, 29 mai (EFE).- Os ministros da área de segurança de Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai fecharam acordo hoje para impulsionar a estruturação da Polícia do Mercosul durante uma reunião dos ministros de Justiça e Interior dos países-membros do bloco, realizada em Assunção.

EFE |

"É uma iniciativa que está começando a ser discutida. Temos experiências similares com a Ameripol (Comunidade das Polícias da América) pontualmente, nas quais compartilhamos informações e estabelecer cooperações", disse o ministro do Interior do Paraguai, Rafael Filizzola, ao fim do encontro.

O projeto ganhou o nome de Mercopol e tem suas origens na 60ª Assembleia Mundial da Interpol (Polícia Internacional), realizada em 1991 em Montevidéu, terá como objetivos combater principalmente os delitos internacionais, mencionou Filizzola, cujo país exerce a Presidência semestral do bloco.

O Ministro da Justiça e Trabalho paraguaio, Humberto Blasco, declarou que foram analisadas estratégias de combate contra "o tráfico de pessoas e de drogas, além da corrupção na gestão pública, cujas vítimas são os setores mais vulneráveis da sociedade".

"Sabemos que esses crimes repercutem no aumento da insegurança, da desconfiança no sistema de justiça e prejudica a qualidade da democracia em nossos países", opinou Blasco.

As conclusões sobre os temas abordados nas reuniões dos ministros de Interior e de Justiça, que também contaram com representantes de Chile, Equador, Peru e Venezuela, serão submetidas ao critério dos líderes da região durante a próxima Cúpula do Mercosul, que será realizada em julho no Paraguai. EFE rg/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG