Mercosul e UE constatam em Lima divergências sobre Rodada de Doha

Os ministros do Mercosul e responsáveis da União Européia constataram nesta sexta-feira a persistência de suas diferenças sobre a Rodada de Doha da OMC, em uma reunião à margem da Cúpula América Latina-UE, em Lima.

AFP |

O comissário europeu do Comércio, Peter Mandelson, e o chanceler argentino, Jorge Taiana, foram encarregados de expor as posições da UE e do bloco formado por Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai.

"Houve uma longa explicação de parte de Peter Mandelson, por um lado, e de Jorge Taiana, por outro", disse a comissária européia das Relações Exteriores, Benita Ferrero Waldner, que também participou do encontro.

Ferrero Waldner admitiu a persistência de "diferenças sobre a Rodada de Doha" de liberalização do comércio mundial, mas destacou que a reunião foi "muito boa".

"No final, todos disseram que foi uma reunião muito boa. Que mesmo com algumas divergências sobre a questão da Rodada de Doha, não quer dizer que a negociação e nosso encontro não tenham sido positivos".

As negociações entre UE e Mercosul, que deveriam estar concluídas em 2004, encontram-se quase paralisadas desde então, à espera de um acordo na OMC (Organização Mundial do Comércio) sobre os capítulos agrícola e de bens e serviços.

Antes de viajar a Lima, Mandelson advertiu a UE que só poderá completar seu acordo com o Mercosul "quando sair o resultado da Rodada de Doha".

mar/LR/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG