não há espaço para golpe de Estado na Bolívia - Mundo - iG" /

Mercosul diz que não há espaço para golpe de Estado na Bolívia

La Paz, 8 ago (EFE).- O presidente da Comissão de Representantes Permanentes do Mercosul, Carlos Álvarez, afirmou hoje que não há espaço para um golpe de Estado na Bolívia, e sustentou que todos devem atuar lado a lado para defender a democracia no país.

EFE |

Álvarez se encontra em La Paz como parte do grupo dos 300 observadores internacionais que participarão no próximo domingo do referendo ao qual se submeterão o presidente Evo Morales, o vice-presidente Álvaro García Linera e oito governadores regionais (governadores) do país.

"A democracia tem enorme importância não só para o povo boliviano, mas para o conjunto da região. A Bolívia é um país estratégico, é um país decisivo na América Latina", disse Álvarez.

Segundo sua opinião, é fundamental que se defenda a democracia boliviana, por sua importância para a integração sul-americana.

A versão sobre o risco de um iminente golpe de Estado foi formulada na quinta-feira pelo ministro da Presidência, Juan Ramón Quintana, que atribuiu o complô aos governadores regionais opositores do país.

No entanto, a denúncia não foi respaldada hoje de forma explícita pelo chanceler David Choquehuanca, que se limitou a sustentar que há "grupos antidemocráticos" que realizam ações violentas "para sabotar e tentar evitar" a consulta de domingo.

O representante do Mercosul também disse estar convencido que, no campo econômico, a Bolívia "está bem", e que é necessário evitar que o conflito político prejudique essas possibilidades de desenvolvimento. EFE ja/gs

    Leia tudo sobre: boliviabolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG