Mercosul anuncia programa de prevenção à Aids e às DST nas fronteiras

BRASÍLIA - Os países-membros do Mercosul iniciarão na próxima semana uma campanha de prevenção à Aids em zonas limítrofes, sob o lema A Camisinha é uma Fronteira que a Aids não Ultrapassa, disse hoje o assessor técnico do Programa Nacional de DST e Aids do Ministério da Saúde Mauro Teixeira Figueredo.

EFE |

O plano foi elaborado pela Comissão Intergovernamental do Mercosul (Argentina, Brasil, Uruguai e Paraguai), que também é integrada por representantes dos seis países associados ao bloco (Chile, Bolívia, Peru, Equador, Colômbia e Venezuela).

A primeira fase consistirá na distribuição de panfletos com informações sobre a Aids e as formas de evitar as Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST), com ênfase na utilização de preservativos como principal medida de prevenção, segundo a "Agência Brasil".

A campanha contará também com programas de rádio e televisão para as regiões fronteiriças, que serão emitidos tanto em espanhol quanto em português, explicou Figueredo.

"É o primeiro material elaborado em conjunto pelos países do Mercosul e seus associados, o que já supõe um avanço, pois não é fácil alcançar consenso sobre alguns assuntos", afirmou.

A campanha, que começará na próxima segunda-feira e se estenderá até o fim do ano, custará aproximadamente US$ 400 mil e é financiada pelo Centro Internacional de Cooperação Técnica (CICT) com a Agência de Cooperação Alemã (GTZ).

Leia mais sobre: Mercosul - Aids

    Leia tudo sobre: aidsmercosul

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG