Roma, 5 mai (EFE).- Um navio italiano foi atacado hoje por piratas no Golfo de Áden, mas a intervenção e uma fragata da Marinha italiana que estava na região abortou a ação.

Trata-se, segundo a imprensa local, do navio "Neverland" - que trabalha com o transporte de gás, da companhia Finava -, que se encontrava no Golfo de Áden com destino à Índia.

O ataque ocorreu às 7h na Itália (2h de Brasília), quando se aproximou do navio um barco rápido com vários homens, que, segundo as mesmas fontes, já tinha tentado antes fazer o mesmo com outra embarcação.

Após notar a manobra do barco rápido, o capitão do "Neverland" lançou um pedido de socorro via rádio, recebido pela fragata italiana "Maestrale", presente na região.

Um helicóptero da "Maestrale" foi para o local onde estava o "Neverland", seguido do navio de guerra.

Diante da chegada do helicóptero, os piratas fugiram, enquanto o navio italiano continuou seu caminho para a Índia.

Este é o terceiro caso em poucas semanas que um navio italiano escapa dos piratas que operam nessa área do Índico.

Em 29 de abril, o mercante italiano "Jolly Smeraldo", da companhia Messina de navegação, escapou de um ataque de piratas quando se encontrava 300 milhas ao sudeste de Mogadíscio.

Dias antes, em 25 de abril, o cruzeiro "Melody" da companhia italiana MSC Crociere, com mais de mil passageiros a bordo, conseguiu escapar de um ataque pirata quando se encontrava 180 milhas ao norte de Seychelles. EFE JL/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.