Mensagem de Bin Laden mostra que Al-Qaeda está enfraquecida, diz Obama

O recente vídeo de Osama bin Laden, no qual o chefe da Al-Qaeda presta uma homenagem ao autor nigeriano do atentado fracassado contra um avião americano no Natal, mostra que a rede terrorista está enfraquecida, afirmou nesta terça-feira o presidente Barack Obama em uma entrevista ao canal ABC.

AFP |

"Não há nenhuma dúvida de que ainda existe uma ameaça terrorista real", afirmou o presidente, destacando, no entanto, que a "Al-Qaeda está muitíssimo enfraquecida em comparação a 2000".

"O fato de que Bin Laden envie uma gravação na qual tenta atribuir a si mesmo o mérito de um atentado realizado por um estudante nigeriano é um prova de como está enfraquecido, já que a operação não foi algo dirigido por ele mesmo", destacou.

"Posso dizer isso aos americanos: desde 11 de setembro colocamos em andamento uma série de medidas de inteligência e defesa que reforçaram nossa segurança", acrescentou.

Também esclareceu que, desde o atentado fracassado de 25 de dezembro, foram localizadas certas carência que devem ser corrigidas.

"Muitas coisas foram corrigidas imediatamente, mas outras coisas, como se assegurar que uma informação obtida por uma agência deve ser comunicada a outra, faz parte das coisas que devem ser constantemente melhoradas. E aprendemos constantemente a fazer isso melhor", afirmou, por fim.

As falhas dos serviços secretos americanos em relação ao atentado fracassado de 25 de dezembro levaram o presidente a ordenar uma reforma nos serviços de inteligência.

Na véspera, o líder da Al-Qaeda, Osama bin Laden, reivindicou em uma gravação divulgada no domingo pela rede de TV Al-Jazeera a tentativa de atentado contra um avião de carreira americano no dia do Natal, e ameaçou os Estados Unidos com novos ataques se eles continuarem a apoiar Israel.

Temor de novos atentados

Na breve gravação difundida pela rede do Qatar, Bin Laden prestou uma homenagem ao "herói" Umar Faruk Abdulmutallab, o jovem nigeriano que tentou explodir um avião da Northwest Airlines entre Amsterdã e Detroit (norte dos EUA) há pouco menos de um mês.

"De Osama para Obama: a mensagem emitida pelo herói Umar Faruk Abdulmutallab confirma as mensagens anteriores enviadas pelos heróis do 11 de setembro e pelos que vieram depois", afirmou Bin Laden, em sua primeira mensagem áudio desde o dia 25 de setembro.

"Nossos ataques vão continuar até que vocês parem de apoiar os israelenses", acrescentou, dirigindo-se aos Estados Unidos.

Segundo o centro de vigilância IntelCenter, que monitora sites islâmicos, a gravação de Bin Laden se assemelha às mensagens gravadas pelo chefe da Al-Qaeda antes de atentados, e pode indicar que um novo ataque está sendo preparado "para os próximos 12 meses", alertou

"A mensagem contém um vocabulário específico utilizado por Bin Laden em suas mensagens anteriores a atentados, e é o sinal de um possível ataque nos próximos 12 meses", afirmou o IntelCenter em um comunicado.

"A oração 'Que a paz esteja com aqueles que seguem o caminho justo' aparece no começo e no final das mensagens divulgadas antes dos atentados", explicou o centro de vigilância. O emprego destas palavras, assim como a ameaça formulada diretamente por Osama contra os Estados Unidos "aumenta a preocupação de que um atentado esteja em fase de preparação", acrescentou o comunicado.

Leia também:

AP

Foto de abril de 2008 e duas novas projeções de Osama bin Laden

Foto de 1998 e duas novas projeções de Osama bin Laden

Leia mais sobre Osama bin Laden  e terrorismo

    Leia tudo sobre: osama bin laden

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG