Menores mexicanos matam imigrante da América Central

Dois jovens mexicanos de 15 e de 12 anos espancaram e decapitaram um imigrante centro-americano, aparentemente hondurenho, em Ciudad Acuña, no estado de Coahuila, na fronteira com os Estados Unidos, informou neste sábado (23) a Procuradoria estadual local.

EFE |

Um porta-voz do órgão disse que a vítima, identificada até agora só por seu primeiro nome, Israel, tinha cerca de 20 anos e foi encontrada dentro de uma tubulação de esgoto.

Os dois menores foram identificados e confessaram o crime, acrescentou a mesma fonte.

O corpo foi encontrado ontem e, a cerca de 200 metros do mesmo, a cabeça foi localizada.

Desavenças

Aparentemente o crime foi cometido na terça-feira passada, quando os menores contaram para um motorista como tinham matado o imigrante perto do rio Bravo, que cruza a cidade.

A imprensa local publicou hoje que desavenças entre os adolescentes e a vítima podem ter motivado o crime.

Os imigrantes ilegais que entram no México são vítimas recorrentes de abusos de traficantes de pessoas, redes criminosas e, em algumas ocasiões, das próprias autoridades mexicanas.

Leia mais sobre imigração

    Leia tudo sobre: imigração

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG