Menor brasileira ilegal, órfã em acidente na Flórida, ficará nos EUA

Agência de Imigração e Alfândega desmente informações de jornais e afirma que sua prioridade é deportar criminosos e condenados

AFP |

Uma menina brasileira de 15 anos, imigrante ilegal, que sobreviveu a um acidente de trânsito no fim de semana passado na Flórida, no qual perdeu os pais, uma irmã e um tio, não será deportada, informou nesta sexta-feira a agência de Imigração e Alfândega (ICE) dos Estados Unidos.

Leia também: Acidente com pelo menos 18 veículos deixa dez mortos nos EUA

AP
Colisões ocorreram em ambos os sentidos e deixou muitos veículos presos (30/1/2012)

"Nossos pensamentos e orações estão com Lidiane Carmo, que sofreu a perda trágica de sua família", informou o ICE em um comunicado enviado à AFP.

Segundo a agência, as informações publicadas na imprensa americana, alertando sobre a possível deportação da menor "são completamente falsos". "As prioridades da ICE incluem criminosos condenados, fugitivos da imigração, pessoas que voltaram após terem sido deportadas e as que acabam de cruzar a fronteira", acrescentou.

Segundo o Itamaraty, dois dos 11 mortos no acidente ocorrido no domingo passado em Gainsville, no norte da Flórida, eram brasileiros. No entanto, o jornal El Nuevo Herald citou cinco vítimas fatais brasileiras, todas integrantes de uma igreja evangélica.

Cinco brasileiros estão entre vítimas de engavetamento na Flórida

Fontes do consulado brasileiro em Miami disseram à AFP que o número de mortos nesse acidente está sendo levantado pelo Ministério das Relações Exteriores, em Brasília. A Patrulha Rodoviária da Flórida confirmou que foram 11 os mortos em um engavetamento ocorrido no domingo passado em uma área onde ocorreu um incêndio florestal que liberou uma espessa fumaça.

A fumaça, somada à neblina, deixou sem visibilidade os motoristas em uma estrada na altura da cidade de Gainsville.

Segundo a polícia, a série de acidentes ocorreu pouco antes das 4h locais (8h em Brasília) de domingo e envolveu entre quatro e cinco automóveis particulares e entre seis e oito veículos de passageiros na autoestrada 75 do estado.

Pelo menos 18 passageiros ficaram feridos e foram levados a um hospital próximo. Uma das razões pelas quais as autoridades da Flórida não puderam confirmar a nacionalidade de todos os mortos é porque pelo menos um dos veículos se incendiou no impacto, complicando a identificação dos corpos.

De acordo com o jornal Atlanta Journal-Constitution, a família brasileira pertencia à Igreja da Restauração da Geórgia, que viajou no fim de semana para uma conferência religiosa na Flórida. No momento do acidente, eles estavam voltando para casa. O jornal acrescentou que a família chegou com vistos aos Estados Unidos há 12 anos

    Leia tudo sobre: flóridaacidenteeuabrasilbrasileiros

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG