Menino de 2 anos morre após apanhar do pai por ter urinado nas calças

Santiago do Chile, 7 jan (EFE).- Um menino de dois anos morreu hoje no Chile em consequência de uma surra dada seu pai por ter urinado nas calças.

EFE |

O menor D.C.N. faleceu no Hospital de Iquique, a 1.857 quilômetros ao norte de Santiago, onde tinha sido internado em coma.

Segundo o promotor Víctor Ávila, responsável pela investigação do caso, o pai da criança, um boliviano sem residência legal no Chile, "sacudiu o menino repetidamente, bateu nele com um tubo de PVC e depois o jogou no chão".

O crime ocorreu na cidade de Apamilca, na municipalidade de Pozo Almonte, no norte do Chile.

O menino ficou inconsciente, teve fraturas múltiplas e lesões internas, acrescentou Ávila.

De acordo com o promotor, no momento da detenção, o pai disse que "estava educando" seu filho.

A agressão foi denunciada por vizinhos. O menor recebeu um primeiro atendimento no consultório médico de Apamilca, mas, devido à gravidade de seu estado, foi levado para o hospital de Iquique.

Ávila disse que a companheira do pai do menino, que não é sua mãe, também foi detida porque pode ter tido participação no crime.

O pai contou à Polícia que o menino era fruto de uma relação anterior que teve em Oruro (Bolívia) e que tem uma filha de 1 ano e 4 meses com a atual companheira.

Este é o segundo caso do gênero no Chile nas últimas semanas. Em 21 de dezembro, um menino de dois anos morreu depois de uma surra de seu padrasto.

Segundo o último estudo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef, na sigla em inglês) sobre maus-tratos no Chile, três em cada quatro crianças do país são vítimas de agressões físicas ou psicológicas em casa e uma em cada quatro é vítima de violência grave. EFE ob/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG