Menina de nove anos sobrevive após 2 dias em carro capotado

Jordan Landon ficou presa em carro a temperaturas abaixo de zero, se alimentando de biscoitos na Carolina do Norte, EUA

BBC Brasil |

selo

Uma menina de 9 anos sobreviveu após ficar dois dias presa em um carro capotado em temperaturas abaixo de zero, se alimentando de biscoitos e Gatorade.

Leia também: Acidente com ônibus turístico deixa 13 mortos em Nova York

North Carolina Highway Patrol
Acidente matou o pai da menina que sobreviveu


A americana Jordan Landon ficou presa pelo cinto de segurança, ao lado do corpo do pai, Douglas Landon, de 39 anos, que morreu no acidente. Segundo relatos da Patrulha Rodoviária da Carolina do Norte à mídia local, na noite de sexta-feira Landon perdeu o controle do carro, que bateu em árvores e ficou capotado em um barranco, que não podia ser visto da estrada.

Pai e filha tinham acabado de fazer compras em um posto de gasolina. Apesar de a mãe da menina ter informado a polícia do desaparecimento dos dois, eles só foram encontrados na noite de domingo, quando um homem que andava perto do local do acidente viu o carro.

'Sobrevivência heroica'


As equipes de resgate inicialmente pensaram que pai e filha estavam mortos, mas Jordan gemeu e eles perceberam que ela havia sobrevivido.

Três equipes de resgate teriam trabalhado por mais de uma hora para conseguir retirar a menina das ferragens.

Em entrevista à rede de TV ABC, o sargento David Clifton disse ter ficado impressionado com a coragem de Jordan. "Uma menina de 9 anos fazer isso é heroico. Ela conseguiu se manter calma. O parente ao lado dela estava obviamente falecido, então isso é algo difícil de se lidar, e ainda estava escuro."

"Ela estava de casaco, então conseguiu se manter minimamente aquecida, mas ainda assim é muito traumático para uma menina de 9 anos", disse Clifton.

Jordan Landon foi hospitalizada com ferimentos leves e está sob observação. As autoridades acham que o acidente pode ter sido causado por excesso de velocidade, mas dizem não ter razões para suspeitar que o pai da menina estivesse alcoolizado.

    Leia tudo sobre: acidentetrânsitocarrosobrevivênciacriançaestados unidos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG