Um tribunal da província de Diyala, no nordeste do Iraque, condenou a sete anos e meio de prisão uma menina de 16 anos, acusada de tentar realizar um ataque suicida.

Rania Ibrahim foi presa em agosto de 2008 em Baqouba, capital da província, considerada um reduto da rede Al-Qaeda.

Um vídeo da prisão mostra policiais revelando o que parece ser um colete com explosivos por baixo de seu vestido. Nas imagens, a jovem parece surpresa.

'Instruções'

Ainda no vídeo, ela afirma a um delegado que não sabia o que estava acontecendo e conta que um parente de seu marido a mandou usar o colete e "esperar por mais instruções". A polícia afirmou que Rania parecia estar sob o efeito de drogas.

Não ficou claro o que levou os policiais a descobrirem a tentativa de ataque, mas relatos iniciais sugerem que a menina teria se rendido.

Dezenas de adolescentes foram usados em ataques suicidas no Iraque, nos anos seguintes à invasão liderada pelos Estados Unidos.

Leia mais sobre atentado terrorista

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.