Membros do novo Governo da região indiana da Caxemira juram seus cargos

Nova Délhi, 5 jan (EFE).- O líder da Conferência Nacional da Caxemira, Omar Abdullah, jurou hoje o cargo de primeiro-ministro da região indiana de Jammu e Caxemira, que governará em coalizão com o Partido do Congresso.

EFE |

A cerimônia foi presidida pelo governador N.N. Vohra, que tomou o juramento de Abdullah e de seus dez ministros na capital de inverno da região, Jammu.

Com 28 deputados nas eleições regionais que terminaram em dezembro, a Conferência Nacional se manteve como o partido de maior representação na Assembléia, composta por 87 representantes.

Após saber dos resultados Abdullah não demorou em alcançar um acordo de Governo com o Partido do Congresso, que ficou em terceiro lugar com 17 cadeiras.

Omar Abdullah, de 38 anos, se transformou no primeiro-ministro da Caxemira mais jovem da história da região e é também o terceiro membro da família que desempenha o cargo, depois de seu pai, Farouk, e seu avô, o lendário xeque Mohammad Abdullah.

Omar Abdullah terá como principal tarefa promover o desenvolvimento econômico e normalizar a situação na parte indiana da região, que dividem e disputam a Índia e Paquistão desde a partilha e independência do subcontinente, em 1947.

Na Caxemira existe um forte movimento independentista reunido na Conferência Hurriyat, que pediu o boicote do pleito, embora com um impacto menor que em convocações anteriores.

Abdullah já afirmou que promoverá o diálogo entre os separatistas e o Governo de Nova Délhi.

"A Conferência Nacional acredita na autonomia como um passo em frente na resolução do problema e não sei a razão de alguém ter reservas sobre ela. Não é inconstitucional falar sobre ela", declarou Abdullah após chegar a um acordo com o Partido do Congresso. EFE daa/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG