Membros de partido opositor são detidos no Irã

Teerã, 3 jan (EFE).- As forças de segurança iranianas detiveram hoje mais dois membros do partido opositor Movimento para a Liberdade, assim como a filha de um dirigente deste partido.

EFE |

Segundo o site "Jaras", administrado pela oposição, um grupo de agentes deteve hoje Amir Jorram, membro do escritório político do partido, e o ativista da legenda Mohsen Haghighi.

Os agentes também detiveram Sara Tavasoli, filha de Mohamad Tavasoli, considerado um dos altos membros do mesmo partido.

O site afirmou que os detidos tinham ido ao Ministério da Inteligência, onde foram detidos.

Os agentes tinham detido na semana passada outra filha de Mohamad Tavasoli e o líder do movimento e ex-ministro de Assuntos Exteriores, Ibrahim Yazdi.

O Irã está em meio a uma profunda crise política e social desde que, em junho, o presidente Mahmoud Ahmadinejad saiu reeleito em polêmicas eleições cujo resultado a oposição qualificou de "fraudulenta".

A queda-de-braço se intensificou na semana passada, depois que pelo menos oito pessoas, segundo números oficiais, morreram em enfrentamentos durante o dia da Ashura, a festa mais sagrada do calendário religioso xiita.

Durante estes mais recentes protestos, reprimidos com violência, foram detidas também 500 pessoas, das quais 300 permanecem na prisão, entre elas mais de 12 ativistas da oposição. EFE msh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG