Membros da Câmara dos Lordes britânicos são suspensos

LONDRES - A Câmara dos Lordes (Câmara Alta) britânica aprovou hoje a suspensão de dois membros trabalhistas durante seis meses, devido à disposição deles em mudar leis em troca de dinheiro, um fato inédito em mais de 350 anos.

EFE |

O lorde Peter Truscott, ex-ministro da Energia, e o lorde Thomas Taylor foram acusados em janeiro pelo jornal "The Sunday Times" de receber comissões de empresas em troca de emendar leis, mas todas as partes negaram as acusações.

Os lordes debateram hoje um relatório sobre o comportamento de seus dois colegas e votaram unanimemente a favor da suspensão, ao considerá-los culpados de violar o código deontológico da Câmara, que obriga seus membros a "agir sempre com honra pessoal".

É tão incomum suspender um lorde que o Comitê de Privilégios dos Lordes, encarregado de elaborar o citado relatório, teve que pedir assessoria legal para comprovar se essa sanção era possível.

"Este episódio fez um dano grave à reputação desta Câmara", afirmou o lorde Ivon Brabazon, presidente do Comitê de Privilégios.

O jornal "The Sunday Times" revelou, em janeiro, que membros do governante Partido Trabalhista ofereceram ajuda a jornalistas que se fizeram passar por representantes de homens de negócios interessados em mudar leis.

Esses lordes, segundo o dominical, recebiam honorários de até 120 mil libras (132 mil euros).

De acordo com o jornal, Truscott admitiu que tinha conseguido que uma lei energética fosse favorável a um cliente que vendia medidores de eletricidade.

Taylor reconheceu que tinha ajudado a modificar uma legislação em benefício de outra companhia, enquanto os outros dispostos a receber retribuições foram lorde Lewis Moonie, ex-vice-ministro da Defesa, e o lorde Peter Snape.

A suspensão dos lordes ocorre um dia depois da não menos histórica renúncia do presidente da Câmara dos Comuns, Michael Martin, o primeiro a renunciar ao cargo em mais de 300 anos.

Leia mais sobre Reino Unido

    Leia tudo sobre: reino unido

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG