Membro da segurança tentou assassinar premiê iraquiano, diz jornal

Cairo, 10 ago (EFE).- O primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, foi alvo de uma tentativa frustrada de assassinato por um membro de seu próprio corpo de segurança, há vários meses, e o responsável está detido, informou hoje um jornal regional.

EFE |

Segundo o jornal árabe internacional "Asharq al-Awsat", a informação foi oferecida por Jalal al-Din al-Saghir, dirigente da coalizão governante, a Aliança Unida Iraquiana.

Saghir disse que isso tinha sido contado pelo próprio Maliki, mas não detalhou as circunstâncias do incidente, incluindo a data concreta em que ocorreu.

"É normal nestas instituições que haja brechas de segurança", disse o político ao jornal. Saghir confirmou que o suposto responsável ficou detido.

No entanto, fontes oficiais citadas pelo mesmo jornal, incluindo o assessor de segurança nacional, Mowaffak al-Rubaie, negaram a existência desta tentativa de matar Maliki.

No início deste mês, o Ministério do Interior informou que vários guarda-costas do vice-presidente xiita, Adel Abdel Mahdi, estavam envolvidos no assalto a um banco cometido em 29 de julho e que causou a morte de oito agentes de segurança. EFE ag/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG