Membro americano da Al-Qaeda pede apoio a jihadistas

Um membro americano da rede terrorista islâmica Al-Qaeda pediu aos seguidores do grupo que acelerem a ajuda aos combatentes, incluindo os homens-bomba, ao alegar que o Ocidente começou a tremer, informa um grupo que monitora atividades de organizações radicais.

AFP |

Adam Gadahn, um americano que integra a rede de Osama Bin Laden, fez o pedido em um vídeo com o título "Como prevenir uma repetição do Holocausto de Gaza", divulgado em fóruns jihadistas no sábado, segundo o grupo de inteligência SITE.

O vídeo contém trechos de discursos de líderes da Al-Qaeda como Bin Laden, Mustafah Abu al-Yazid e Abu Yahya al-Libi, que pedem uma jihad (guerra santa) contra o Ocidente.

Em uma referência à crise econômica, Gadahn afirma que o "inimigo, sob a liderança do Ocidente infiel, começou a tremer e vacilar, e os resultados deste sangramento sem pausa foi revelado em suas economias, que estão à beira da falência".

Ele atribui a crise à "graça de Alá, e depois aos enormes sacrifícios dos filhos, os mujahedines, que estão desejosos de que vocês fiquem a seu lado e os reforcem com dinheiro e homens".

Gadahn descartou os esforços do presidente americano Barack Obama de se aproximar do mundo muçulmano com o argumento de que nada mudou na política dos Estados Unidos.

mk/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG