Melanoma: primeiro sucesso com células imunitárias clonadas

Médicos americanos obtiveram sucesso, pela primeira vez, no tratamento do melanoma - o câncer de pele mais grave - com células clonadas do sistema imunológico do paciente, revela um trabalho publicado nesta quarta-feira.

AFP |

Trata-se da primeira terapia que utiliza apenas linfócitos T do paciente reproduzidos em laboratório, para tratar de um melanoma avançado, que registrou ampla remissão, disse o doutor Cassian Yee, do Centro de Pesquisa sobre o câncer Fred Hutchinson, principal autor do estudo, publicado no New England Journal of Medicine.

As células foram clonadas em grande quantidade no laboratório, antes de sua injeção no corpo do paciente, sem qualquer outro tratamento complementar.

Dois meses mais tarde, exames com scanner e tomografia não revelaram qualquer tumor, explicou Yee. Dois anos depois, o paciente permanece sem sintomas ou sinais de câncer.

Trata-se do primeiro caso a mostrar a eficácia de uma terapia que utiliza apenas células clonadas do sistema imunológico do paciente.

"Ficamos surpresos com os efeitos contra o tumor destas células T CD4 e com a duração de sua resposta ao câncer. Tivemos sucesso com este paciente, mas será preciso confirmar a eficiência desta terapia em um estudo mais amplo".

js/LR/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG