Melamina é detectada em leite de três grandes empresas lácteas chinesas

Pequim, 19 set (EFE).- As análises do principal órgão de controle de qualidade chinês detectaram níveis de melamina em leite líquido vendido por três das principais marcas chinesas do produto, informou hoje a imprensa oficial, por isso que o escândalo iniciado com o leite em pó para bebês continua aumentando.

EFE |

Segundo as últimas provas da Administração Estatal de Controle, Inspeção e Quarentena, citadas hoje pelo jornal "China Daily", foram encontradas 24 amostras contaminadas com melamina de 1.202 analisadas.

As marcas nas quais foi encontrada melamina em leite líquido são Bright, Mengniu e Yili, as duas últimas líderes do setor chinês.

A agência, no entanto, assegurou que a melamina no leite não constitui uma grande ameaça para a saúde do povo, e que inclusive em altas concentrações não prejudicaria um adulto de mais de 60 quilos que consuma menos de dois litros ao dia.

A maior concentração de melamina foi encontrada nos produtos lácteos da Bright, onde cada quilo de leite continha 8,6 miligramas da substância química.

O Governo chinês prometeu "duros castigos" aos responsáveis deste novo alerta de saúde, e a lei chinesa contempla a pena de morte para casos que afetem a saúde nacional. EFE abc/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG