voláteis e que Brasil crescerá acima da média mundial - Mundo - iG" /

Meirelles diz que previsões do FMI são voláteis e que Brasil crescerá acima da média mundial

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira, em Buenos Aires, Argentina, que as previsões do FMI que apontam uma retração de 1,3% na economia brasileira em 2009 são voláteis e que o Brasil deve crescer acima da média mundial neste ano.

BBC Brasil |

"Previsões feitas por diversos analistas e, inclusive, por analistas internacionais, têm sido muito voláteis e têm mudado muito em função de últimos acontecimentos. Acredito que é um pouco prematuro chegar a conclusões baseando-se em cada nova previsão de algum organismo", disse Meirelles ao desembarcar, junto com a comitiva do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Buenos Aires.

O presidente do Banco Central afirmou ainda que a economia brasileira está "forte" e que ele mantém sua expectativa de uma expansão acima da média global.

"Achamos que o Brasil deve crescer acima da média mundial. Estamos tomando todas as medidas pra isso. O Brasil tem reagido bem à crise", disse.

Como exemplo desta reação, ele citou o setor automotivo, que registrou forte retração no fim do ano passado, mas que vem dando sinais de recuperação.

"Não há nenhuma necessidade de ficarmos preocupados com cada previsão. Essas previsões, principalmente dos organismos internacionais, são muito voltadas para nível mundial e para os países de origem da crise", afirmou o presidente do BC.

Meirelles recordou que o Banco Central revisa sua previsão de crescimento da economia a cada 90 dias, e que a próxima revisão será em junho.

Retração

Segundo um relatório divulgado pelo Fundo Monetário Internacional nesta quarta-feira, a economia brasileira deverá sofrer uma retração de 1,3% em 2009, mas deverá retomar o crescimento em 2010, ainda que com uma taxa de apenas 2,2%.

A estimativa do Fundo foi publicada na edição mais recente do relatório World Economic Outlook (Panorama Econômico Global).

Em janeiro deste ano, uma outra projeção do Fundo Monetário Internacional apontava que a economia do Brasil cresceria 1,8% em 2009.

Entre os motivos para o declínio das economias do Brasil e de outros países latino-americanos, segundo o Fundo, estão a diminuição nos volumes de exportações, os preços baixos de commodities e condições de financiamento externas desfavoráveis.

Leia também:

Leia mais sobre FMI

    Leia tudo sobre: fmi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG