Moscou, 24 abr (EFE).- O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, substituiu hoje de seu cargo o chefe da espionagem militar russa, o general de Exército Valentin Korabelnikov, que também foi passado para a reserva das Forças Armadas.

O decreto, divulgado pelo serviço de imprensa do Kremlin, diz que Korabelnikov também foi destituído de seu cargo de chefe adjunto do Estado-Maior Geral das Forças Armadas russas.

À frente do Departamento Central de Espionagem (GRU, na sigla em russo), o chefe do Estado nomeou o tenente-general Aleksander Shliajturov, até agora chefe adjunto da espionagem militar.

Os meios de imprensa russos há algum tempo mencionavam a possibilidade da demissão ou cessação de Korabelnikov, porque em círculos militares era conhecido por sua oposição às reformas do Ministério da Defesa, especialmente à subordinação das unidades da espionagem militar aos comandantes das zonas militares.

Korabelnikov, de 63 anos, comandava o GRU desde 1997 e em 1999 foi condecorado com o título de "Herói da Rússia". EFE bsi-egw/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.