Por Oleg Shchedrov MOSCOU (Reuters) - O presidente da Rússia, Dmitry Medvedev, prometeu neste domingo aos russos, assustados com a piora na crise econômica, um novo acordo para maior abertura governamental, em troca de sua lealdade e apoio.

"Eu considero que as autoridades são obrigadas a falar sobre essa crise de forma franca e direta, para falar sobre as decisões as quais as autoridades estão tomando para superar a crise e sobre as dificuldades enfrentadas", afirmou.

"Nós de fato iremos superar. Tudo será normal", pontuou, acrescentando que promete ser franco sobre o estado da nação em seus regulares discursos televisivos.

"Precisamos trabalhar, todo mundo precisa arcar com seu dever em seu lugar. Precisamos fazer isso honestamente", explicou.

Medvedev chegou ao cargo em maio no ápice do crescimento econômico de oito anos do primeiro ministro anterior, Vladmir Putin.

O governo de Putin centralizou o poder nas mãos do Kremlin, o que segundo os críticos desestabiliza o sistema político russo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.