Medvedev expõe cinco princípios básicos de sua política externa

Moscou, 31 ago (EFE) - O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, expôs hoje em entrevista a três canais de televisão russos os cinco princípios básicos da política externa russa. Primeiramente, a Rússia reconhece a supremacia dos princípios fundamentais do direito internacional que definem as relações entre nações civilizadas. Em segundo lugar, o mundo deve ser multipolar, a unipolaridade é inamissível, afirmou, e destacou que a Rússia não pode aceitar uma ordem mundial na qual todas as decisões sejam tomadas por um único país, mesmo que se trate de um tão sério quanto os Estados Unidos. Para Medvedev, um mundo assim é instável e estimula ameaças de conflito. Em terceiro, a Rússia não quer confrontos com outros países. A Rússia não tem a intenção de se isolar. Desenvolveremos quanto for possível nossas relações amistosas com Europa, Estados Unidos e outros países do mundo, ressaltou.

EFE |

O presidente qualificou de prioridade absoluta de sua política externa a proteção da vida e da dignidade dos cidadãos russos, "estejam onde estiverem".

"Também protegeremos os interesses de nossa comunidade empresarial no exterior. E todos devem compreender que, todo aquele que cometer uma agressão, receberá uma resposta", disse.

Como quinto princípio de sua política externa, Medvedev citou os interesses do Estado russo nas regiões amigas.

"A Rússia, da mesma forma que qualquer país do mundo, tem regiões nas quais conta com interesses privilegiados. Nessas regiões se encontram países que se unem por relações de amizade", indicou.

Medvedev disse também que a Rússia "trabalha com muito cuidado nessas regiões" e declarou não estar falando só de países que fazem divisa com território russo.

No que se refere ao desenvolvimento futuro das relações diplomáticas com outros países, o presidente afirmou que dependerão não só da Rússia, mas também "de nossos amigos e aliados, da comunidade internacional".

"Eles têm a escolha", ressaltou. EFE egw/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG