Medvedev encerra visita à Venezuela e viaja para Cuba

Caracas, 27 nov (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, encerrou hoje uma visita oficial de 24 horas à Venezuela e partiu rumo a Cuba, última escala de uma viagem latino-americana que o levou também ao Brasil.

EFE |

Medvedev se despediu recebendo honras militares em um aeroporto perto de Caracas pelo presidente venezuelano, Hugo Chávez, com quem deu um "novo impulso" a uma relação bilateral que, segundo o próprio líder russo, tem "grandes perspectivas" para o futuro.

Em uma última atividade conjunta, Medvedev e Chávez visitaram o destróier Almirante Chabanenko, uma das quatro embarcações da frota russa que estão no Caribe venezuelano para realizar manobras conjuntas a partir da próxima segunda-feira.

Durante o primeiro dia da visita de Medvedev, Moscou e Caracas assinaram outros sete acordos, entre eles um de cooperação nuclear com fins pacíficos e outro de exploração e refino conjunto do petróleo venezuelano.

Os presidentes anunciaram também que no próximo mês nascerá um banco binacional russo-venezuelano, cujo capital inicial será definido em breve.

O avião do governante russo decolou de Maiquetía, cidade litorânea situada a cerca de 20 quilômetros de Caracas, por volta das 14h (16h30, de Brasília) e deve chegar em Havana duas horas depois. EFE ar/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG