Medvedev e Obama acertarão declaração sobre armamento na cúpula do G20

O presidente russo Dimitri Medvedev e seu colega americano Barack Obama, que se reunirão na próxima semana em paralelo à cúpula do G20 em Londres, acertarão uma declaração sobre seus arsenais de armas estratégicas, informoou o conselheiro do chefe de Estado russo para política externa, Sergei Prijodko.

AFP |

"Terminaremos com duas declarações presidenciais, uma geral sobre as relações russo-americanas e outras sobre as armas estratégicas ofensivas", afirmou o conselheiro do Kremlin.

"Os textos deverão servir de ponto de partido para preparar os trabalhos posteriores", acresentou.

Obama e Medvedev se reunirão pela primeira vez à margem da cúpula do G20, no próximo dia 2 de abril, em Londres.

O conselheiro se disse esperançoso de que ambos presidente cheguem a um acordo para renovar o Tratado de Redução de Armas Estratégicas (START-1), um pacto de desarmamento concluído durante o final da Guerra Fria e que expira em dezembro.

Em 6 de março, em Genebra, os chefes da diplomacia de ambos países, Hillary Clinton e Serguei Lavrov, se comprometeram em concluir até o final do ano um acordo sobre o START-1.

Este tratado, assinado em julho de 1991 pelo então presidente soviético Mikhail Gorbachov e o presidente americnao George Bush (pai), previa reduzir de 9.986 a 8.556 o número de ogivas nucleares americanas e de 1O.237 a 6.449 o número de ogivas soviéticas.

As conversações para sua renovação ficaram estancadas sob a presidência de George W. Bush, mas o governo de Obama, que quer melhorar suas relações com a Rússia, diz que a renegociação desse tratado é uma prioridade.

sjw/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG