Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Medvedev e Berlusconi falam sobre crise financeira antes da cúpula do G20

Moscou, 6 nov (EFE).- O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, e o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, se reuniram hoje para conversar sobre a crise financeira global às vésperas da cúpula do G20, que acontece no dia 15 de novembro em Washington.

EFE |

"Conversaremos sobre as últimas mudanças, sobre nossas relações, a economia, sobre a crise financeira internacional e trocaremos opiniões sobre o que vamos tratar em Washington", declarou Medvedev ao receber Berlusconi no Kremlin.

Os dois líderes, que conversaram a sós antes da reunião das delegações, realizam hoje a quinta rodada de consultas bilaterais de alto escalão, durante a qual serão assinados vários acordos de cooperação.

"Espero que com a assinatura destes acordos possamos dar uma resposta à crise que afeta a economia", declarou Berlusconi, que expressou a ambição da Itália e de seu Governo de se transformar no "primeiro e mais importante parceiro da Rússia, apesar da crise".

Medvedev e Berlusconi, que mostraram certo grau de intimidade, retransmitida em parte pela TV, anunciaram que também conversaram sobre as "mudanças no sistema mundial e assuntos internacionais em evolução".

"Isto é especialmente importante considerando que a Itália é o responsável por organizar a próxima cúpula do G8 (os sete países mais desenvolvidos do mundo e a Rússia)", declarou Berlusconi.

Fontes do Kremlin também destacaram o fato de que a Itália assumirá em 2009 a Presidência rotativa da União Européia (UE), o que é especialmente importante dias antes da próxima cúpula do bloco europeu com a Rússia, em 14 de novembro em Nice (França).

A UE decide agora se retoma nesta cúpula as negociações sobre um acordo estratégico com a Rússia, congeladas após o conflito armado de agosto com a Geórgia, e para Moscou é mais importante o fato de Berlusconi ser seu maior advogado dentro da UE.

Uma fonte do Kremlin disse antes da reunião que Medvedev e Berlusconi falariam "de um novo sistema de segurança coletiva na Europa, da segurança e estabilidade no Cáucaso, das relações da Rússia com a UE e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e sobre a necessidade de criar uma nova arquitetura financeira mundial".

A Itália é um dos principais parceiros comerciais da Rússia na Europa, com quem a troca comercial alcançou US$ 36 bilhões, e este ano já soma US$ 35,7 bilhões.

Segundo o Kremlin, durante as consultas será assinada uma série de documentos, inclusive um acordo de cooperação para as adoções de crianças, um protocolo de cooperação cultural e um memorando de cooperação no âmbito da luta contra o narcotráfico.

Também será assinada uma declaração de intenções entre agência atômica russa Rosatom e o Ministério da Economia da Itália, assim como outros acordos de cooperação.

Esta é a segunda reunião de Medvedev com Berlusconi este ano. Em julho os dois se encontraram durante a cúpula do G8 no Japão. EFE si/wr/fal

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG