Medvedev diz que Rússia não teme exclusão do G8

Moscou, 2 set (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, afirmou hoje que seu país não teme uma possível exclusão do Grupo dos Oito (G8, que reúne as sete nações mais desenvolvidos e a Rússia) devido a suas ações na Geórgia e ao reconhecimento da independência de regiões separatistas.

EFE |

"Não tememos uma exclusão do G8. Mais ainda, consideramos que o atual G8 não é capaz de solucionar certos problemas sem a participação de outros países", assegurou Medvedev em declarações à televisão pública italiana "RAI", segundo informou o Kremlin em comunicado .

Medvedev, que em outras ocasiões havia defendido a entrada no G8 de países como China, Índia e Brasil, vinculou os rumores sobre a exclusão russa do grupo com a campanha para as eleições presidenciais americanas.

Ele também reconheceu que as relações entre a Rússia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) não passam por um bom momento, embora tenha ressaltado que não se deve "dramatizar" a situação.

"Não é nada difícil suspender as relações se assim desejarem nossos parceiros, mas, do meu ponto de vista, eles saem perdendo", comentou.

Medvedev, que reconheceu há uma semana a independência das regiões separatistas georgianas da Abkházia e da Ossétia do Sul, qualificou o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, de "cadáver político" e assegurou que ele "não existe mais" para Moscou.

Além disso, reiterou que é o presidente da Rússia que tem a responsabilidade de "de tomar a decisão sobre o uso das Forças Armadas".

"Essa é minha responsabilidade. E, em algumas ocasiões, tenho que tomar tais decisões", disse. EFE io/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG