Moscou, 4 abr (EFE).- O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, disse hoje que seu país está decidido a intensificar a cooperação com os países da América Latina em todos os terrenos.

"A Rússia decidiu ampliar substancialmente suas relações com os Estados da América Latina", disse Medvedev, durante um comparecimento conjunto no Kremlin com a presidente do Chile, Michelle Bachelet.

Não se trata, disse, de "restabelecer relações até um nível determinado", pois, em alguns casos, "trata-se de criar as relações a partir do zero".

"A Rússia não tinha uma presença plena em todos os países da América Latina. Nas relações, houve diferentes períodos (bons e ruins) e agora Moscou quer estabelecer com os Estados da América Latina relações plenas, profundas e mutuamente vantajosas", disse.

Sobre o Chile, o chefe do Kremlin não descartou a possibilidade da assinatura de um acordo de livre-comércio.

"Naturalmente, estudaremos este tema e veremos até que ponto corresponde agora com nossa base jurídica. Mas, para o futuro, não descarto nada", disse.

Medvedev ressaltou que a Rússia poderia aproveitar as relações que estão sendo criadas com o Chile como "plataforma para estruturar as relações com outros Estados" da América Latina.

Bachelet destacou que "o Chile estima o fortalecimento das relações da Rússia com a América Latina", e ressaltou que as relações russo-chilenas "são de grande força" e "têm grandes possibilidades de se expandir a outros âmbitos". EFE bsi-mb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.