morte impune de compatriotas - Mundo - iG" /

Medvedev diz que não permitirá morte impune de compatriotas

Moscou, 8 ago (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, afirmou hoje que não permitirá a morte impune de cidadãos russos e advertiu que os culpados serão castigados, durante uma reunião do Conselho de Segurança da Rússia.

EFE |

"Não permitiremos a morte impune de nossos compatriotas. Os culpados receberão o merecido castigo", advertiu Medvedev, em trecho reproduzido pela agência oficial de notícias "Itar-Tass", em sua primeira declaração após a explosão dos combates na Ossétia do Sul.

O chefe do Kremlin, que convocou uma reunião urgente do Conselho de Segurança de seu país para abordar a situação na separatista região georgiana da Ossétia do Sul, disse que a Constituição o obriga "a defender a vida e a dignidade dos cidadãos russos estejam onde estiverem".

"Hoje à noite, as tropas georgianas cometeram na Ossétia do Sul um ato de agressão contra as tropas russas de paz e a população civil", comentou.

O líder russo ressaltou que a Rússia "historicamente foi e é" fiadora da segurança dos povos do Cáucaso.

"As ações da parte georgiana deixaram vítimas, entre eles soldados das tropas de paz russas", acrescentou. EFE il/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG