O presidente russo, Dmitri Medvedev, afirmou nesta sexta-feira que se pode contar com o fato de que o Irã dará uma prova convincente de suas intenções pacíficas na questão nuclear durante a reunião prevista para quinta-feira em Genebra.

"A situação requer uma atenção permanente", disse o presidente russo em uma entrevista coletiva à imprensa após a cúpula do G20 em Pittsburgh.

O desafio iraniano é fonte de "grande preocupação".

"Pedimos ao Irã que coopere" com a Agência Internacional de Energia Atômica, disse, ao ler um comunicado.

Medvedev não pronunciou em momento algum a palavra sanções, embora tenha dado a entender que poderá ser uma opção.

"Temos que criar condições confortáveis para o Irã, de forma que quando começar a cooperar, seja iniciado um sistema de incentivos", ressaltou.

"Se esses incentivos não funcionarem, se a cooperação não funcionar, então serão impostos outros mecanismos", explicou sem dar maiores detalhes.

Os países ocidentais acusaram nesta sexta-feira o Irã de ter desenvolvido uma usina nuclear secreta, e exigiram ao regime de Teerã que acate as leis internacionais, sob pena de novas sanções "severas".

chr/yw/LR/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.