cooperação frutífera com ANP durante visita de Abbas - Mundo - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Medvedev defende cooperação frutífera com ANP durante visita de Abbas

Moscou, 22 dez (EFE) - O presidente russo, Dmitri Medvedev, disse hoje ser favorável a uma cooperação frutífera com a Autoridade Nacional Palestina (ANP), durante sua primeira reunião no Kremlin com o líder palestino, Mahmoud Abbas.

EFE |

"O número de problemas (no Oriente Médio) não diminui, mas devemos avançar", afirmou Medvedev a Abbas no começo da reunião, e propôs abordar aspectos do processo de paz na região e o estado do diálogo palestino-israelense.

Abbas, por sua vez, lembrou que a Rússia foi um dos primeiros países a reconhecer o Estado palestino em 1989, após o que a ANP abriu sua embaixada na capital russa.

"Desde então, avançamos pelo caminho da cooperação e coordenação entre nossos países", indicou Abbas, que lembrou que a Rússia integra, junto aos Estados Unidos, a ONU e a União Européia (UE), o Quarteto de mediadores internacionais para o Oriente Médio.

O chefe do Kremlin destacou que Abbas, que visita a Rússia pela segunda vez este ano, amplia a "geografia" de suas viagens ao ter visitado, no domingo, a república da Chechênia, e considerou "boa e útil" essa experiência.

"Tivemos a oportunidade de conhecer a experiência da direção chechena nos assuntos políticos e a esfera social", confirmou o líder palestino sobre suas impressões da visita à república, que está sendo reconstruída após duas guerras de secessão com a Rússia.

Segundo fontes do Kremlin, Medvedev e Abbas pretendiam abordar hoje a necessidade de prosseguir a via marcada na conferência internacional de Annapolis, de novembro de 2007, e evitar tanto um confronto entre os diferentes movimentos palestinos como um novo conflito com Israel.

O Kremlin propõe que, ao contrário da reunião Annapolis, a de Moscou não aborde só o conflito palestino-israelense, mas também os outros problemas que afetam a região, ou seja, Síria e Líbano.

Os dirigentes também discutiriam a recente decisão do Hamas de romper a trégua com Israel em Gaza, apesar de hoje o grupo ter anunciado outra trégua de 24 horas, a pedido do Egito, para permitir a entrada na faixa de produtos básicos e medicamentos do país.

Outro tema da agenda são as perspectivas nas esferas comercial e de investimentos, a assistência econômica para "superar os problemas socioeconômicos mais urgentes" e também a promoção do turismo russo à Terra Santa.

No plano bilateral, Abbas falaria com a parte russa sobre o fornecimento, estipulado há dois anos, de 50 blindados russos para as forças de segurança palestinas, cuja entrega é obstruída por Israel. EFE si/db

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG