Medvedev defende guerra com Geórgia, 1 ano depois

Moscou, 7 ago (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, defendeu hoje, um ano depois da guerra com a Geórgia, sua decisão de intervir militarmente na região separatista da Ossétia do Sul, para expulsar as tropas georgianas.

EFE |

"Recebi a informação do Ministério da Defesa, equilibrei e tomei a decisão" de lançar a operação militar de "imposição da paz", assegurou Medvedev, segundo agências russas.

O presidente russo afirmou que a decisão de se envolver em uma guerra contra a Geórgia foi tomada por ele. "Não consultei ninguém.

Isso é responsabilidade de uma só pessoa, do presidente do país", disse.

"Atuamos corretamente. Não me envergonho disso. As decisões foram efetivas. E o mais importante: salvamos a vida de muitas pessoas. A Rússia se comportou com honestidade e responsabilidade. Esse foi um período muito importante para nosso país", disse.

Medvedev explicou que o Kremlin pensou "até o último momento que as autoridades georgianas não cometeriam um erro tão fatal que causaria, em primeiro lugar, vítimas e, em segundo, teria consequências geopolíticas muito graves".

"Infelizmente, nos equivocamos. Esses erros foram cometidos pelo regime do presidente Mikhail Saakashvili. Esses erros se transformaram em crimes. Morreu muita gente", acrescentou.

Em consequência, "a Rússia teve que tomar severas medidas de resposta, que possibilitou que centenas, milhares de vidas fossem salvas e a paz no Cáucaso, que estava ameaçada, foi restabelecida", disse.

Sobre o futuro, o líder russo ressaltou que "goste ou não, a Rússia estabelecerá relações plenas com a Ossétia do Sul e a Abkházia".

A Rússia reconheceu a independência da Ossétia do Sul e da Abkházia, estabelecendo relações diplomáticas através de acordos de assistência em caso de agressão exterior e construindo bases militares nas duas repúblicas.

Segundo dados oficiais, 400 georgianos (181 militares e 219 civis) morreram no conflito. EFE io/pd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG