Medvedev defende fundamento jurídico de decisão sobre Geórgia

O presidente russo, Dmitri Medvedev, disse que a decisão de Moscou de reconhecer a independência da Ossétia do Sul e da Abkházia está fundamentada no direito internacional, em entrevista publicada nesta quarta-feira no The Financial Times.

AFP |

O reconhecimento da independência foi feito "levando-se em conta os desejos expressados livremente pelos povos de Ossétia e Abkházia, e com base nos princípios da carta das Nações Unidas e de outros documentos do direito internacional", destacou Medvedev no jornal britânico.

Esta decisão "não foi algo impensado ou sem a plena avaliação de suas consequências", destacou o líder russo, que qualificou as duas regiões de "barris de pólvora que as forças de paz russas protegeram do incêndio".

A decisão de Moscou de reconhecer a independência de Abkházia e Ossétia do Sul provocou uma forte reação dos países ocidentais e da Geórgia.

Citando o exemplo da independência de Kosovo, Medvedev disse que "nas relações internacionais não se podem aplicar dois pesos e duas medidas".

Segundo a agência italiana Ansa, o presidente russo enviou uma carta explicando a decisão de reconhecer as independências de Abkházia e Ossétia do Sul a vários estadistas ocidentais, entre eles George W. Bush, Nicolas Sarkozy, Angela Merkel e Silvio Berlusconi.

psr/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG