Medvedev declara estado de emergência por incêndios na Rússia

Decreto diz respeito a sete regiões afetadas por incêndios florestais que destruíram 500 mil hectares e deixaram 34 mortos

EFE |

O presidente russo, Dmitri Medvedev, declarou nesta segunda-feira estado de emergência em sete regiões da região ocidental da Rússia por causa dos graves incêndios florestais que nos últimos dias deixaram 34 mortos .

O decreto diz respeito às regiões de Moscou, Vladimir, Voronej, Riazan, Nizhni Novgorod e às Repúblicas de Mari-El e Mordóvia, informou o Kremlin em comunicado.

nullAlém disso, a medida limita o acesso dos cidadãos e restringe as atividades econômicas nas áreas mais castigadas pelos incêndios florestais, que já destruíram mais de 500 mil hectares em todo o país.

Medvedev pede às autoridades regionais que mobilizem os cidadãos e os membros de organizações sociais para conter o avanço do fogo. Por sua vez, ordena por decreto o uso de soldados das Forças Armadas para ajudar o pessoal do Ministério de Situações de Emergência, principal encarregado pelo combate aos incêndios.

O anúncio do decreto presidencial coincidiu com uma reunião extraordinária do primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, com os governadores das 14 regiões mais afetadas pelos incêndios.

Provocados pela maior onda de calor dos últimos tempos na parte europeia da Rússia, onde não chove há várias semanas, os incêndios destruíram vários povoados e causaram prejuízos de 6,5 bilhões de rublos (165 milhões de euros).

    Leia tudo sobre: rússiaincêndio

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG