Moscou, 15 ago (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, concedeu hoje por decreto o título de herói a dois oficiais do Exército russo - um deles de maneira póstuma - que participaram das operações na Geórgia.

O major Denis Vetchinov, a título póstumo, e o tenente-coronel Konstantín Timerman receberam a mais alta distinção do país "pela coragem e heroísmo demonstrados no desempenho de seus deveres militares na região do Cáucaso", informa o decreto presidencial, divulgado pelo Kremlin.

Além disso, oito soldados serão homenageados com a Ordem da Coragem em reconhecimento "à coragem, ao valor e à abnegação demonstrados durante o desempenho de seus deveres militares na região do Cáucaso Norte".

Onze militares serão condecorados ainda com a insígnia da Cruz de São Jorge, e outro com a medalha Ordem de Serviço à Pátria. Um 14º soldado receberá a medalha Zhukov.

No último dia 13, Medvedev ordenou a condecoração, com a Cruz de São Jorge, dos soldados russos que protagonizarem atos de heroísmo durante operações de paz no exterior.

Medvedev assinou o decreto um dia após deter a ofensiva militar russa na Geórgia, que Moscou declarou operação de "imposição da paz", para defender a separatista Ossétia do Sul.

O Ministério da Defesa da Rússia reconheceu hoje que 74 militares russos morreram e outros 171 ficaram feridos durante os combates contra o Exército da Geórgia, país no qual Moscou, segundo Tbilisi, introduziu 30 mil soldados e mil unidades de armamento pesado. EFE egw/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.