Medo de recessão mundial faz bolsas da Europa e Ásia caírem

Os mercados europeus e asiáticos registraram fortes quedas nesta quinta-feira, em meio a novos temores de uma recessão mundial. A queda nos mercados mundiais começou na quarta-feira, quando o índice Dow Jones, da bolsa de Nova York, atingiu o seu menor nível em cinco anos.

BBC Brasil |

Nesta quinta, o FTSE, de Londres, abriu em queda de mais de 2%. Às 9h16 (7h16 de Brasília), a baixa era de 1,7%. No mesmo horário, as bolsas de Frankurt e Paris também operavam em quedas de 2,9% e 2,8%, respectivamente.

Na Ásia, o índice Nikkei, de Tóquio, fechou em queda de 6,8%. Em Hong Kong, os mercados tiveram queda de 5,5% no fechamento.

Dados divulgados nesta quinta-feira mostram que as exportações do Japão para a Ásia caíram em outubro pela primeira vez desde 2002.

Recordes negativos
A nova turbulência nos mercados começou na quarta-feira, depois que o banco central americano, Federal Reserve, reduziu as previsões de crescimento da economia do país.

Segundo o Federal Reserve, o Produto Interno Bruto (PIB) americano pode estagnar ou crescer em ritmo insignificante neste ano. Em 2009, pode haver retração da economia.

Para o banco central americano, o crescimento só deve voltar em 2010. O banco cogita cortar ainda mais a taxa de juros, se necessário.

Os preços ao consumidor caíram 1% no mês de outubro nos Estados Unidos, a maior queda em 60 anos.

Os mercados financeiros vêm sofrendo fortes perdas desde o ano passado, quando uma crise no mercado de hipotecas de alto risco dos Estados Unidos afetou as bolsas de diversos países.

Nos últimos meses, a crise financeira passou para a economia real, com notícias de recessão no Japão, em diversos países da Europa e forte desaceleração nos Estados Unidos.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG