Medidas contra gripe requeriam US$ 1 bi até final de 2009, diz ONU

Genebra, 6 jul (EFE).- As medidas contra a pandemia de gripe suína requeriam um financiamento de pelo menos US$ 1 bilhão até o final do ano, disse hoje o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon.

EFE |

O responsável das Nações Unidas, junto com a diretora-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Margaret Chan, reúnem-se hoje com representantes de organismos e países doadores para tentar obter os compromissos necessários de financiamento.

Ban reconheceu que "o financiamento não surgiu como teríamos esperado", enquanto anunciou que as primeiras vacinas para a gripe "provavelmente estarão disponíveis em agosto".

"Esta pandemia é um tipo de crise global que precisa de uma resposta global e uma solidariedade global", disse, em entrevista coletiva .

O responsável da ONU ressaltou que, "neste momento, os países no hemisfério sul estão particularmente atingidos" e mencionou o caso concreto da Argentina, onde houve mais de 2,4 mil casos, incluindo 60 mortes.

"Mas a Argentina não está sozinha nisso", disse Ban, que disse que sua reunião de hoje com os doadores enfocará nas necessidades dos países com menos recursos, "para garantir que obtenham o que precisam".

"Devemos nos manter atentos e nos assegurar de que todos estejam protegidos além de onde vivam e quais sejam seus recursos", disse o secretário-geral da ONU.

Segundo o resumo estatístico divulgado hoje pela OMS, o número de mortes em consequência da gripe suína chegou a 429, incluídos em um total de 94,512 mil casos.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE is/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG