Médicos Sem Fronteiras reduzem atividades em Gaza por falta de combustível

Paris, 25 abr (EFE).- As equipes da organização Médicos Sem Fronteiras (MSF) tiveram que reduzir suas atividades nos últimos dias na Faixa de Gaza devido à escassez de combustível provocada pelo embargo israelense, e alertam que a situação pode se tornar dramática rapidamente.

EFE |

"Nossas equipes tiveram que limitar suas visitas aos doentes mais graves", porque "desde semana passada não há gasóleo nem gasolina disponível no mercado", reclamou a MSF em comunicado.

Israel, único abastecedor de combustível à Faixa de Gaza, interrompeu o fornecimento depois que, em 9 de abril, milicianos palestinos atacaram a passagem de Nahal Oz, um dos pontos de entrada de combustível derivado do petróleo, em uma ação na qual dois civis israelenses morreram. EFE jaf/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG