BUENOS AIRES - Uma grávida de 22 anos morreu em uma clínica de Luján, de Buenos Aires, por gripe suína (rebatizada http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2009/04/30/oms+decide+mudar+nome+da+gripe+suina+5867916.html target=_topde gripe A H1N1 pela OMS), com o que somam 22 os mortos pela doença na Argentina, informaram nesta quinta-feira fontes oficiais.

  • Tem viagem marcada? Vai cancelar? Envie relato ao Minha Notícia
  • Tire suas dúvidas sobre a "gripe suína"
  • Frio e feriado fazem "gripe suína" disparar, dizem médicos

    Os médicos fizeram uma cesariana na jovem, grávida de 37 semanas, e conseguiram salvar o bebê.

    Segundo dados divulgados pelo Ministério de Saúde argentino, o número de mortes pela nova gripe dobrou em menos de uma semana na Argentina, onde já são registrados 1.391 casos.

    Do total acumulado de 22 mortes, quatro moravam na capital argentina, 17 na província de Buenos Aires e um na província de Misiones.

    Entenda

    Leia também:

    • Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.