Médicos operam e salvam perna de feto de 22 semanas na Austrália

Sydney (Austrália), 9 jun (EFE).- Cirurgiões australianos salvaram a perna de um feto de 22 semanas, na primeira operação cirúrgica realizada na Austrália antes dos sete meses de gravidez, informaram hoje fontes médicas.

EFE |

O bebê, que sofria uma anomalia pela qual o tecido que o rodeia cortava o sangue que deveria chegar a suas pernas, foi operado dentro do útero de sua mãe, que se encontra internada no hospital Monash Medical de Melbourne.

Os pais decidiram autorizar a operação depois que os médicos informaram que, em caso contrário, a menina teria que ter a perna amputada após o nascimento.

Um porta-voz do hospital indicou que é a primeira vez na Austrália que se opera um feto antes que se completem 28 semanas de gravidez, quando as possibilidades de sobrevivência do bebê são maiores.

A operação foi realizada através do abdômen da mãe, com um telescópio de dois milímetros de grossura, a fim de aplicar o laser necessário para cortar o tecido que impedia o fluxo sanguíneo da perna esquerda do feto.

A Síndrome da Banda Amniótica é uma anomalia destrutiva, que ocorre em um de cada 15 mil nascimentos, e pode afetar qualquer estrutura do feto, especialmente as extremidades. EFE mg/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG