Médicos belgas inventam berço que evita regurgitação em bebês

O departamento de pediatria do Hospital Universitário de Bruxelas, na Bélgica, desenvolveu um berço capaz de evitar a regurgitação, um problema estomacal que afeta um entre cada cinco bebês e pode causar irritação no esôfago.

BBC Brasil |

A técnica, descrita na última edição da revista especializada Archives of Disease in Childhood, do British Medical Journal, consiste em fazer com que a criança durma de barriga para cima e inclinada em um ângulo de 40 ou 50 graus.


Berço evita a regurgitação / Reprodução

"A regurgitação acontece quando o estômago do bebê está cheio, então um pouco dos líquidos estomacais sobem ao esôfago. A inclinação proporcionada pelo berço antirregurgitação é ideal para evitar que isso aconteça, sem maior desconforto para o recém nascido", explica o doutor Yvan Vandenplas, um dos idealizadores do berço.

Os benefícios foram observados em um estudo realizado com 25 bebês de entre três semanas e três meses que não respondiam aos tratamentos convencionais com medicamentos ou alimentação especial.

Depois de uma semana utilizando o novo berço, 75% deles reduziu o índice de refluxo - porcentagem de tempo em que se observa ácido no esôfago da criança, calculado pela medição do pH nesse órgão - para 10,1% em média em relação aos 18,6% iniciais.

"Levando em conta o período de desespero entre os pais quando seus bebês não param de chorar, o berço oferece uma solução muito mais rápida que os tratamentos convencionais: as melhoras começam a ser observadas já no primeiro dia de uso", diz Vandenplas.

Ele diz, entretanto, que o estudo ainda está em fase "preliminar" e o berço ainda precisa ser avaliado em um grupo maior de bebês.

Conforto

Para evitar que o bebê escorregue na cama, o colchão é mais espesso na parte inferior, formando um degrau de apoio para os pés.

A criança é posicionada dentro de uma espécie de cadeirinha de tecido acoplada à capa que reveste o colchão e envolvida por um saco de dormir, o que impede qualquer movimento.

Apesar da posição pouco convencional que o berço exige, os pais das crianças observadas pelo estudo avaliaram com nota oito, de uma escala de dez, o nível de conforto proporcionado pelo berço, afirma Serge Vleeschouwer, representante da companhia belga Multicare, responsável pela fabricação.

Na Bélgica o invento pode ser alugado em algumas farmácias por diárias de 1,75 euros por dia (cerca de R$ 4,60).

Leia mais sobre bebês

    Leia tudo sobre: bebêbélgicacrianças

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG