Médico suiço contamina 12 com vírus da gripe

Genebra, 12 ago (EFE).- Um médico da maternidade do Hospital Universitário de Lausanne que havia acabado de voltar de férias infectou duas grávidas e mais 10 pessoas com o vírus AH1N1, causador da nova gripe, confirmou hoje Darcy Christen, porta-voz do centro de saúde.

EFE |

"Graças a Deus, as pessoas contaminadas não desenvolveram complicações", destacou o funcionário.

As duas mulheres grávidas contaminadas pela doença estão sendo tratadas com antivirais, acrescentou.

O médico responsável pelas contaminações começou a sentir febre na noite do último dia 31. Apesar disso, no dia seguinte foi trabalhar, embora depois tenha sido mandado de volta para casa.

Após a confirmação de que o profissional estava doente, o hospital entrou em contato com todos que tinham estado com o médico, já que a doença geralmente é transmitida 24 horas antes do surgimento dos primeiros sintomas.

Já na cidade da Basiléia, a jovem infectada pelo vírus AH1N1 que deu à luz um bebê há quase duas semanas encontra-se em estado crítico e em coma induzido. A criança, porém, não foi contaminada.

A Suíça já confirmou mais de 600 casos da nova gripe. No entanto, nenhuma morte foi registrada até o momento. EFE vh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG