Bucareste, 10 nov (EFE) - Um Tribunal de Bucareste condenou hoje um médico romeno a um ano de prisão e a pagar multa de 500 mil euros por ter amputado por engano o pênis de um paciente, em um caso que ocorreu em 2004.

Naum Ciomu deverá pagar a multa em conceito de danos morais e materiais à vítima, destacou o Tribunal.

O urologista seccionou o pênis do paciente enquanto operava a parte inferior do canal urinário, e depois fragmentou o órgão sexual em pedaços.

O médico alegou em sua defesa que, no momento da cirurgia, sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Após este incidente, o Colégio de Médicos da Romênia suspendeu a licença do médico. EFE av/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.