ROMA - O cirurgião napolitano Claudio Vitale, de 59 anos, sofreu um infarto enquanto operava um paciente de um tumor cerebral, mas decidiu continuar com a intervenção, informou a imprensa italiana, nesta sexta-feira.

O cirurgião, que voltou para casa, nesta sexta, após passar uma semana no hospital se recuperando, explicou que, apesar de ter sofrido dores durante 30 minutos, decidiu continuar com a operação, porque esta se encontrava "em uma fase delicada".

Um exame de sangue feito durante um breve intervalo da cirurgia indicou que o médico estava sofrendo um infarto.

"Se alguém tivesse me substituído, teria encontrado uma situação em plena erupção, com uma hemorragia em andamento. Preferi acabar, retirar o tumor, fazer a hemostasia e depois correr à sala de operações ao lado para me submeter a uma intervenção", acrescentou o cirurgião.

Vitale, que teve que ser submetido a uma angioplastia, explicou que o filho do paciente a quem operou enviou várias mensagens, comovido por seu gesto.


Leia mais sobre infarto

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.