Médico diz que presidente paraguaio já não tem mais linfoma

Fernando Lugo realizou em São Paulo a última sessão do ciclo do tratamento

EFE |

SÃO PAULO - O presidente do Paraguai, Fernando Lugo, já está sem o linfoma pelo qual teve de fazer quimioterapia no Brasil, afirmou nesta terça-feira em São Paulo o médico paraguaio Alfredo Boccia, que o acompanhou na sexta e última sessão do primeiro ciclo do tratamento.

"O presidente está sem linfoma, está sem cateter e está sem quimioterapia. É o melhor cenário para uma plena recuperação. Podemos dizer que é o melhor começo para isso", comentou Boccia à imprensa no Hospital Sírio-Libanês, onde Lugo passará a noite.

O hospital divulgou um comunicado no qual confirma o que Boccia disse. Segundo a nota, o líder paraguaio foi submetido nesta terça-feira a um exame "que demonstrou remissão completa do linfoma". "O paciente está bem, está acordado e conversando", acrescenta o boletim médico do hospital.

Segundo Boccia, Lugo terminou nesta terça-feira o sexto ciclo de quimioterapia e passou imediatamente à sala de cirurgia para que um grupo de cirurgiões vasculares, liderado pelo médico paraguaio radicado no Brasil Julio Saucedo, retirasse o cateter do tórax.

O médico, que mostrou o instrumento retirado do líder, detalhou que a intervenção foi realizada "sem incidentes" e que Lugo foi transferido a um quarto após 40 minutos. "O presidente está contente, falando com as pessoas. Passará a noite em observação, mas sem medicação e certamente amanhã só terá uma revisão clínica antes da saída. São notícias muito otimistas em seu processo de recuperação", apontou Boccia. Lugo chegou nesta terça-feira ao Brasil para a última sessão de quimioterapia.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG