O grupo farmacêutico Genentech anunciou nesta quarta-feira nos Estados Unidos a retirada do medicamento Raptiva, utilizado para tratar a psoríase e que apresentava riscos de infecção potencialmente mortal no sistema nervoso central.

Três pessoas tratadas com Raptiva contraíram uma leucoencefalopatia multifocal progressiva (LMP), e um deles morreu, destacou o grupo americano de biotecnologia.

A Genetech pretende retirar completamente seus produtos do mercado americano até o dia 8 de junho, destacou a empresa em comunicado.

Cerca de 2.000 pessoas são tratadas com Raptiva nos Estados Unidos. Pouco mais de 45.000 tomaram este remédio desde seu lançamento, em 2003, segundo números da Genetech.

aa/yw/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.